Oficina 3 – 2020 -1 – UFJF

Nessa página vamos ter um espaço de discussão sobre o texto “Uma análise panorâmica de livros didáticos de Português do Brasil para falantes de outras línguas.”

DINIZ, L. R. A., STRADIOTTI, L. M. e SCARAMUCCI, M. V. R. Uma análise panorâmica de livros didáticos de Português do Brasil para falantes de outras línguas. In:  DIAS, R. e CRISTÓVÃO, V. L. L. O livro didático de língua estrangeira: múltiplas perspectivas. Campinas, Mercado de Letras, 2009. P. 265 a 304.

 

 

 

A cada três dias, vou postar uma das perguntas norteadoras da leitura e espero, como resposta ao meu comentário, as contribuições dos alunos da disciplina. A primeira já está aí.

Leiam o comentário e façam suas contribuições.

 

4 comentários em “Oficina 3 – 2020 -1 – UFJF

  1. Diniz, Stradiotti e Scaramucci dizem que “a adoção de um LD não é, em princípio, nem vantajosa, nem projudicial. O grande problema reside no fato de que o LD, muitas vezes, acaba por substituir o professor” (p.266). Por que os autores fazem essa afirmativa? Em que contexto um livro didático pode substituir um professor e porque isso é ruim?

    1. Porque muitas das vezes os livros didáticos são usados como único guia para aqueles que não tem formação. No caso, Diniz, Stradotti e Scaramucci trazem em seus argumentos no texto que “embora não seja seguido fielmente, (o L.D.) serve como principal referencial do curso, […] afetando – ou mesmo determinando – o planejamento, os objetivos da aprendizagem, as competências a serem priorizadas, os conteúdos a serem trabalhados e os tipos de atividades a serem propostas.”

      É também dito que muitos dos cursos de PFOL tanto no Brasil quanto no exterior são desenvolvidos e ministrados por pessoas com pouca ou nenhuma formação específica na área, com isso o LD vem a funcionar como um guia já que estes professores se vêem desorientados. E essa é uma das razões pelas quais Diniz, Stradiotti e Scaramucci defendem que a substituição pelo LD é ruim. Afinal, mais a frente, os autores trazem, sob a perspectiva de outros autores, pontos positivos e negativos, como, por exemplo, o fato de que os LDs não atendem os níveis específicos de cada aluno, além de limitar o professor.

    2. O grande entrave proposto por Diniz, Stradiotti e Scaramucci em relação ao uso do Livro Didático reside no fato de que este é, em muitos casos, utilizado como o guia central do curso. O LD pode funcionar como um instrumento de auxílio para a organização do professor e para o estabelecimento de um programa de curso, porém, as autoras defendem que muitos professores se utilizam do LD para encobrir seus problemas e faltas em suas formações ou então reproduzem metodologias e sequências existentes em LDs, mesmo quando o material didático é produzido por eles mesmos.

      Dessa forma, o LD cerca e restringe as possibilidades de ação docente, fazendo com que o professor seja um mero reprodutor do conteúdo presente no LD, efetivamente substituindo o trabalho autônomo do professor. Ao automatizar-se o exercício docente, resumindo-o à repetição de um conteúdo pré-determinado e não adequado às especificidades das diversas salas de aula, o próprio papel do professor como mediador do aprendizado é passível de ser questionado.

    3. A obra escrita por Diniz, Stradiotti e Scaramucci ao mencionar que a utilização de um LD, muitas vezes pode substituir o professor, quer evidenciar que em diversas realidades o LD é entendido com o único manual que deve ser seguido. Dessa maneira, o que deveria ser visto como um mecanismo de auxílio, passa a ser um grande limitador da atuação do professor no processo de ensino-aprendizagem.

      É importante que os docentes tenham autonomia para reproduzir, sob diversas perspectivas e formas, os Livros Didáticos; ou seja, o docente deve deixar de apenas replicar o conteúdo disposto no LD.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s